A- A A+

O presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), Mané Ferrari, atendeu em videoconferência, nesta quarta-feira, 1, o presidente do Conselho Estadual de Turismo (CET), Nilton Pacheco, e representantes de meios de hospedagem, gastronomia, eventos e lazer para tratar da pauta de reivindicações do setor no estado frente a crise desencadeada pela pandemia do coronavírus (Covid-19).

CARD COVID 19

Conforme destacou o presidente da Santur, o turismo é o setor econômico mais impactado pela Covid-19 e será um dos últimos a retomar atividades, com prejuízos ainda não mensurados em todos dos segmentos. “Desde o início estamos em contato direto com o trade buscando alternativas a nível Estadual e Federal para oferecer suporte ao setor”, destaca Ferrari.

De acordo com Pacheco, o intuito é que o Conselho atue na interlocução com o Governo do Estado, uma vez que o órgão é composto por representantes dos diferentes segmentos do turismo catarinense. “O CET vai cumprir sua função de organizar, centralizar e liderar as entidades nesse momento crítico”, acrescenta.

O Conselho encaminhou ao governador Carlos Moisés um documento com um conjunto de medidas para  amenizar o impacto da pandemia em Santa Catarina, com o respaldo de entidades de cinco cadeias produtivas relacionadas ao setor - transportes, hospedagem, gastronomia, eventos e lazer. Dentre as reivindicações está o retorno de atividades, ainda que com restrição de 50% da capacidade, isenção de impostos e taxas de serviços enquanto durar o Estado de Calamidade Pública, oferta de crédito para capital de giro em condições especiais e um planejamento urgente de retomada das atividades econômicas.

 

JSN Boot template designed by JoomlaShine.com

Desenvolvimento: logo ciasc rodape | Gestão do Conteúdo: SANTUR | Tecnologia: Open Source | Acesso restrito